O carro do chefe chegou

“Vai ser dada a largada. Todos os corredores estão em seus lugares…”. Seu corpo está tenso. Olha para um lado e vê seus adversários. A qualquer momento será dado o sinal e será o momento. Será o momento de colocar em prática tudo o que sabe, tudo o que treinou. Suas mãos estão suando. Muitas pessoas estão lhe observando. Elas querem lhe ver vitorioso. Elas querem lhe ver vencedor. Elas querem lhe ver chegando em primeiro lugar. Sua vontade é de ver logo o fim de tudo isso, ao lançar as redes, a história pode mudar. Mas ele prefere um lugar mais tranquilo onde os peixes não são tão agressivos. Onde a água é limpa e ele possa desfrutar da beleza do fundo do mar. Muitos peixes não são tão coloridos como aqueles que estavam no dia da sua volta. A rebelião havia começado.

Todos estavam aflitos com a demorar do carro do chefe. Sua presença era muito importante para acalmar os âminos das pessoas. Muita fumaça pra todos os lados. Cachorros correndo de um lado para outro. E ele ali na frente daquele TV, vendo todas essas cenas acontecerem bem debaixo de seu nariz. Ele não podia fazer nada. Não podia ajudar aquelas pessoas. Se aproximou de um jovem de óculos de fundo de garrafa e lhe perguntou quantas horas eram. O jovem fez vários sinais que ele não compreendia, tentava mostrar o perigo que estava por vir. Mas ele continuava comendo aquela maçã avermelhada, doce como mel. Seu sabor era como de muitas luas crescentes e esbranquiçadas. Sua pele macia e avelulada fazia com que ele sentisse o sabor almejado por todos os seres majestosos daquele reino mal-assombrado.

Lá fora o carteiro anuncia a chegada de uma caixa misteriosa. Estava trancada com um cadeado muito forte e na parte lateral estava escrito: “Mistério”. Ele não podia conter a curiosidade. Ele não podia deixar de demonstrar que aquele momento era muito importante na sua vida, pois o seu destino estava ligado ao resultado daquela corrida. Se ele vencesse teria a oportunidade de ir estudar em outro país, coisa muito almejada por seus pais desde sua infãncia. Porém, se ele não vencesse aquela corrida seria o fim de suas esperanças. Ele precisava dar tudo de si. Precisava usar todas as suas habilidades, precisa usar toda a sua criatividade para que aquele jardim tivesse flores maravilhosas, pois essa era sua missão. Cada plantinha era parte dele.

Cada folha, cada ramo,
com seus cheiros característicos. Cada flor com suas pétalas aveludadas e seus perfumes variados trazia a ele uma satisfação inexplicável. Ao trabalhar ali a cada dia, derramando seu suor pela terra deixava em cada passo parte de sua vida. Cada passo que dava era uma tentativa de superar suas forças. Cada movimento dos braços tinham o objetivo de se arremessar mais e mais pra frente. Os outros corredores também estavam dando tudo de si, mas ele tinha que ser o vencedor. O tempo parecia não passar naquela manhã. As nuvens calmas faziam sombra sobre ele. Ele não acreditava no que estava acontecendo. Havia se preparado tanto para aquele momento, e agora estava ali deitado olhando para o céu.

Caído não se sabe como, havia muitas perguntas em sua mente. Como faria para abrir a caixa? O que teria ali dentro que o fazia sentir essa vontade louca de abri-la? Não podia esperar mais. O carro do chefe era pra ter chegado no dia anterior e ele decidiu que seria sua última pescaria. Deixaria ali todas as suas tralhas de pesca e voltaria para sua terra natal. Voltaria correndo. Na maior velocidade que pudesse alcançar. A linha de chegada estava cada vez mais próxima. O povo se levantou, gritando seu nome, e ele ali na frente de todos, com a caixa sendo aberta e sua vida sendo revelada a todos. Quando a tampa da caixa se abriu completamente ele gritou como nunca. Seus pulmões pareciam pouco para seus gritos de felicidade. Ouvia as pessoas gritando seu nome.

A vitória foi alcançada, suas esperanças fortalecidas e o carro do chefe chegou…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: